TCC-LandingPage-v1

A VIDA DE UNAS

A Vida de Unas RFM – Reclamação criativa

UNAS RFM - Reclamação criativa (TCC)

Joana

E já cá está o Rui Unas, que hoje vem falar sobre algo relacionado com os direitos dos consumidores. Boa, Conceição Lino!

Rui

A rasgar no sarcasmo logo pela manhã... não é, Joana? Curiosamente o teu sarcasmo é muito semelhante à minha glória matinal.

André

Como assim?

Rui

Aparece todos os dias de manhã, mas não serve para nada.

Mariana

O que é uma glória matinal?

Joana

É melhor não, Mariana.

Rui

Joana, concedo que tenho a mesma credibilidade para falar sobre os direitos dos consumidores do que o Presidente Cavaco tem para falar de glória matinal. Mas isso não significa que não tenha coisas para dizer!

André

Agora fiquei curioso em saber o que é que o Presidente Cavaco tem a dizer sobre glória matinal?

Rui

Provavelmente o mesmo que tem a dizer sobre eleições antecipadas: “Não tenho poderes para isso.”

Todos menos o Rui

Ui. 

Rui

Muito forte, é? É para avançar? Ok. Bem... Acho que é do conhecimento geral que o cidadão comum tende a abusar do seu direito em reclamar nas superfícies comerciais da mesma forma que a Cristina Ferreira abusa do seu direito a falar.

Mariana

Porque é que a Cristina Ferreira abusa do seu direito a falar?

Rui

Na prática, porque a voz da Cristina tem o mesmo efeito nos humanos que os apitos ultra-sónicos têm nos cães. Irrita um bocadinho. Mas se por “direito a falar” se entender sirene dos bombeiros, então a Cristina está lá.

André

Okaay... Mas tens razão numa coisa, Rui. Antes não se reclamava por nada, hoje reclama-se por tudo e por nada.

Rui

É verdade, André. Mas o mais engraçado é que ao contrário da banda Resistência, as reclamações dos portugueses estão cada vez mais criativas!

Mariana

Como assim, criativas?

Rui

Eu explico, Mariana. O meu mais novo vai fazer quatro anos, e ganhou um cheque-oferta da avó. Pelo que peguei no puto e fomos a uma grande superfície comercial multi-marca em Lisboa. Não podemos dizer o nome da superfície, mas é tão espanhola como a Merche Romero, as tapas, e as tapas que eu daria na saliência traseira da Merche Romero.

Joana

(suspira)

Ok. E o que é que compraste para o puto?

Rui

Como sempre, o que ele me ordenou que comprasse! Uma caixa de charutos dominicanos e o jogo de consola GTA Cinco. Como sobrou algum guito, e porque não fazem o reembolso da diferença, aproveitei para comprar o último livro do Gustavo Santos.

André

Precisas de auto-ajuda?

Rui

Não. Mas as páginas são boas para apanhar os cocós da cadela. Bem... mas estava eu descontar o vale, quando oiço um cliente a apresentar a reclamação mais criativa que já ouvi até hoje. Preparados?

Joana

Na realidade, nunca estamos, não é?...

Rui

Xiu. Desagradável. O que eu ouvi foi... e isto é rigorosamente verdade - um cliente a reclamar o pagamento da desvitalização de um dente por causa de uma avaria no seu televisor.

Mariana

Ok. Não percebi a ligação.

Rui

Nem eu, Mariana. E por isso fiquei a ouvir a discussão. O cliente alegou que ao esperar um mês pela reparação do seu televisor, durante trinta serões teve fazer à mulher o que não fazia há mais de quarenta anos: companhia. Vai daí, os seus níveis de stress aumentaram de tal forma, que ganhou uma cárie tão grande num dente, que teve de desvitalizar um pré-molar! É ou não é a reclamação mais criativa de sempre?!

Joana

Ok... é realmente uma reclamação algo criativa.

Rui

Algo criativa? Muito criativa, Joana! E bem mais criativa que um livro do Gustavo Santos. Só não dá para apanhar cocós, claro.

Nota: Este guião foi entregue com esta redacção. Mas, como é normal, os artistas que o entregam podem cortar, mudar, improvisar em cima dele. Assim sendo, o que saiu para o público poderá não ser exactamente o que aqui está reproduzido.